terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Mais um de 2015

Após 2 fins de semana de grade, uma sozinho e outra acompanhado pelos suspeitos do costume a 3a correu bem melhor.

18 de Abril 2015

Chegámos ao pesqueiro e foi tempo de montar a cana e escolher a amostra.

Levar paletes de amostras não ajuda na escolha da titular mas desta vez correu bastante bem.

Começámos a bater a praia até que me decido ir para a direita para a zona de maior corrente, enquanto os outros 2 companheiros se afastam para a esquerda em direcção às pedras.

Lançamento para aqui e para ali, até que sinto uma prisão repentina, e por escassos segundos ali ficou parado até que a embraiagem do carreto começa a cantar de modo desenfreado. Depois de um primeiro arranque brutal em que pouco mais pude fazer do que aguentar a investida, no segundo arranque já com menos água deu para controlar e recuperar uns metros a acompanhá-lo paralelamente à água. Já os tinha chamada para que lhe pudessem jogar a mão quando estivesse na hora, quando lhe vi o lombo preto a passar por cima da espuma. Apesar da pouca rebentação, a pouca profundidade deixava-me apreensivo mas acabou por terminar bem, com um dos companheiros a jogar-lhe a mão à guelra ficando assim seguro.

Eram 6:30 da manhã quando tirei a primeira foto, ainda com os olhares incrédulos dos 2 :)


As restantes fotos da praxe

Agora com o homem que até cortou a mão ao agarrá-lo


Já com mais luz, e antes de seguirmos caminho para casa. Ainda insistimos no local do crime, mas veio a revelar-se filho único.

Infelizmente, e como ainda mal se via, a câmara de filmar estava guardada na mochila. Teria sido uma filmagem bastante boa de guardar de recordação.

Pesagem feita ao chegar ao carro e... 6.8kg de robalo.

Passar tanto tempo atrás do cabeçudos e em Fevereiro tirar um robalo de 8,5kg em surfcasting e um de 6.8kg a "spinnar", num tão curto espaço de tempo soube bastante bem.

Sem comentários:

Enviar um comentário